Aquele ano novo em Amsterdam

Dizem que as coisas não planejadas são as melhores. Pois é. Uma viagem decidida 48 horas antes tecnicamente tem muito desse raciocínio. Estamos falando de embarcar para Amsterdam em uma virada de ano novo. Atenção tripulação, portas em automático, decolagem autorizada..

O voo saiu pela manhã de Dublin no último dia de 2015! Pouco mais de 1 hora desembarcávamos no aeroporto de Schiphol em solo holandês. Passamos pela imigração tranquilos, apenas apresentando passaporte e GNIB (visto de permanência na Irlanda). Em meu caso não foi solicitado comprovante de reserva em hospedagem, pois a viagem foi planejada de forma rápida. A dica para a chegada em qualquer país é que você possua uma reserva em hotel ou hostel por questões de segurança.

O aeroporto fica afastado do centro de Amsterdam. A melhor opção é pegar o trem que leva até a estação central, na média de 15 minutos. O bilhete pode ser comprado no próprio aeroporto e tem custo em torno de €5,70. Pegamos o trem e momentos depois, chegamos até a estação central. Hora de explorar!

IMG_4964

Destino dos sonhos de qualquer viajante, Amsterdam é muito mais que a “cidade do tudo pode”, quando o assunto é o famoso consumo liberado de drogas,como maconha e haxixe nos vários coffeeshops espalhados pela cidade.(Por pouco isso não mudou em 2012 com um projeto de lei que restringia o uso de entorpecentes.)
Amsterdam também vai muito além do estereótipo do sexo fácil da Red Light District, conhecidoo bairro com ruas cheias de vitrines e modelos à mostra. Com arquitetura erguida a partir do século 16, são 165 canais, 1200 pontes e média de 73 bikes para cada 100 habitantes com 400 km de ciclovias.

IMG_4976

Descemos na estação central e já de cara encontramos os canais e a rua Damrak, onde estão várias lojas e cafés. A dica é: Não vá para Amsterdam em uma virada de ano sem reservar acomodação, pois é impossível encontrar!

IMG_5058

 

Amsterdam respira energia e cultura. Se você não programou nenhum roteiro, não tem problema algum. Nós também não. É fácil de se perder e encontrar da forma mais surpreendente. É impossível caminhar pelas ruas e não parar para admirar os imponentes e históricos prédios e perder o fôlego nos diversos canais do século 17 tombados pela Unesco. Pegue um barco nos passeios pelos canais e se perca na beleza da cidade.
Se estiver afim de explorar de bicicleta, existem empresas especializadas espalhadas por vários pontos. Os serviços variam de acordo com o tempo do aluguel.

IMG_5026

Exploramos
Fábrica da Heineken
48 horas é pouco para explorar Amsterdam, mas é mais do que suficiente pra respirar toda sua atmosfera. De caminhada da estação Central até a fábrica de uma das cervejarias mais famosas do mundo, a Heineken, você leva cerca de 40 minutos. O tour sobre a história da marca com direito a degustação e uma experiência em 4 dimensões dura 2 horas. Lá é possível conhecer, interagir e vivenciar a trajetória da cervejaria.

Por dentro dos coffeeshops

Os coffeeshops (local onde a venda e o consumo de entorpecentes é regulamentada) existem desde os anos 70 na Holanda. Entre os vários coffeeshops espalhados por Amsterdam, um dos mais famosos é o Bulldog. No Bulldog é possível encontrar pessoas do mundo todo, atraídas pela venda autorizada de maconha e outras drogas não sintetizadas. No local também se vende álcool e outros tipos de bebidas. Com efeitos de iluminação e som ambiente é possível presenciar a famosa vibe da cidade conhecida mundialmente.

Não deixe de ir

Museu Van Gogh
Um local dedicado a um dos maiores nomes impressionistas da história não pode deixar de ser visitado.O Museu Van Gogh oferece a oportunidade de explorar a história e a mente de Vincent Van Gogh, um dos pintores mais brilhantes de todos os tempos. As obras estão organizadas em ordem cronológica. É possível acompanhar a evolução espiritual e técnica do artista.

Casa de Anne Frank
Uma casa que passou a ser um verdadeiro museu para a história. A casa é famosa por ter sido onde a menina Anne Frank e família viveram escondidos dos nazistas. Adolescente alemã de origem judaica, sua história ganhou repercussão após a publicação do Diário de Anne Frank em 1947. Relata suas experiências enquanto vivia escondida num quarto oculto em Amsterdam durante a Segunda Guerra Mundial. O local fica no canal Prinsengracht, no centro de Amsterdã. Para quem sai da Estação Central, o tempo médio de caminhada é de 20 minutos.

 

IMG_5128

Ter histórias pra contar é o que move os mochileiros de plantão. E a energia de Amsterdam falou mais alto para a chegada de 2016. Amsterdam na virada do ano simplesmente estava com vagas esgotadas em hotéis e hostels. O jeito foi se virar e receber o ano novo em meio a turistas e todos os atrativos que a cidade oferece pelas ruas. Com pouco conforto, mas muita alegria, surpresas e boas lembranças pra contar, essa foi disparada uma das melhores viradas de ano da minha vida.

Amsterdam precisa logicamente de muito mais que 48 horas para ser descoberta. Ficou aquele desejo claro de voltar um dia. Mas da próxima vez, de acomodação reservada com antecedência máxima! cheers!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s